Obra

Nos dias 03, 04, 05 e 06 de abril, o ERRO estreia Exercícios para dias de chuva, realiza IRRUPÇÃO, em Curitiba participando da Mostra Teatro de Segunda, AP da 13, Festival de Teatro de Curitiba 2018 – FRINGE.

ERRO Grupo
FESTIVAL DE TEATRO DE CURITIBA 2018 – FRINGE
2ª Mostra Teatro de Segunda – AP da 13

 Exercícios para dias de chuva: conversa mamífera

Exercícios para dias de chuva: um teste

IRRUPÇÃO: muda depende do tamanho da cova para criar raiz

Novamente, participando do FRINGE, do Festival de Teatro de Curitiba 2018, a convite da 2ª Mostra Teatro de Segunda, do AP da 13, o ERRO leva aos velhes e noves amigues da cidade sorriso, duas estreias de uma mesma série de ações performativas de escuta, a série Exercícios para dias de chuva. Criada a partir da abertura às experimentações do ERRO Grupo em Curitiba através de duas mostras Cena Breve, 2007 e 2017, organizadas pela curitibana Cia. Senhas, Exercícios para dias de chuva experimenta as possibilidades do espaço teatral fechado e como este interfere, realça e desloca alguns conceitos caros aos ERRO, como participação, errância, erronia e situação. As apresentações serão realizadas nos dias 3, 4 e 5/4 (serviço logo abaixo).

O ERRO também realizará a intervenção urbana IRRUPÇÃO: muda depende do tamanho da cova para criar raiz no dia 6/4 às 10h nas ruas do Centro de Curitiba, após o workshop homônimo que será realizado nos dias 3, 4 e 5/4 também no AP da 13.

A série engloba duas propostas de monólogos, Exercícios para dias de chuva: conversa mamífera e Exercícios para dias de chuva: um teste, os questionamentos que os impulsionam surgiram há muito tempo quando o grupo, em dias de chuva, que impossibilitavam a sua prática nas ruas, iniciou os primeiros exercícios ao redor da obra. Até que em 2015, diante dos fatos políticos no país, em reuniões do ERRO, a noção dos Exercícios para dias de chuva passa a ser discutida mais intensamente culminando em sua construção a priori nestes dois solos que carregam procedimentos similares de atuação e situação. A inquietação antiga, e agora como obra em série, explora espaços circunscritos para a atividade cênica, junto às pessoas, quando a chuva impede o ERRO de atuar na rua, em grupo. Ao grupo de teatro de rua, intervenção urbana e performance, aos Exercícios para dias de chuva interessam menos a narrativa e a estética da cena do que a troca e a experiência com as pessoas provocadas pelas situações propostas em espaços fechados.

Exercícios para dias de chuva - conversa mamífera - ERRO Grupo - 1foto: Elenize Dezgeniski

SINOPSES e SERVIÇOS

Exercícios para dias de chuva: conversa mamífera – AP da 13: 03/04 20:00 e 04/04 16:00

Em Exercícios para dias de chuva: conversa mamífera o interesse está em olhar para a experiência que a situação provoca, em sua fragilidade, estética ou emocional, de olhar para o outro, olhando para si mesmo. O solo reflete sobre a potência do teatro de instaurar um ambiente, que ora pode ser de comunhão, ora de julgamento, dentro do espaço teatral e sua privacidade. O lugar de busca de encontros para tratar de assuntos que não tratamos com ninguém, como admitir nossos erros, enganos e perdas, coletivamente. Antes que nos acusem de nosso fracasso nós o faremos como possibilidade de diálogo, como princípio, ponto de partida.

Exercícios para dias de chuva - conversa mamífera - ERRO Grupo - 2foto: Melito

Exercícios para dias de chuva: um teste – AP da 13: 04/04 20:00 e 05/04 16:00

Exercícios para dias de chuva: um teste é um teste. Nada mais que isso. Não importa se é bom ou ruim, o que importa é que este permaneça em seu estado de teste. Apenas isso. Uma oportunidade de agir e verificar a eficácia da ação. Um ato científico ou empírico, tanto faz. É um teste. Do ato de olhar e julgar para ver se é bom, ao de manipular os vetores de tensões, o teste segue sendo o acontecimento. Um acontecimento que só existe enquanto teste de ação e reação.

ERRO Grupo - Exercícios para dias de chuva- um teste

Exercícios para dias de chuva – Ficha técnica (ambos os solos possuem 1 hora de duração):

Atuação em conversa mamífera: Luana Raiter
Atuação em um teste: Luiz Henrique Cudo
Direção: Pedro Bennaton
Dramaturgia: Luana Raiter e Pedro Bennaton

IRRUPÇÃO: muda depende do tamanho da cova para criar raizAP da 13 – RUA: 06/04 10:00

Série de performances-intervenções urbanas de longa duração, que investiga as relações do homem com a natureza através da instalação de uma árvore no centro urbano. Em suas variáveis, mantém uma ideia chave: a árvore, instalada no centro urbano antes do amanhecer, é de uma espécie invasora, ou nativa, própria da região.

IRRUPÇÃO - ERRO Grupo - 2

ERRO Grupo

O ERRO Grupo experimenta a arte como intervenção no cotidiano, usando os espaços públicos como campos de atuação. Com 17 anos dedicados ao teatro de rua, e a performance, o ERRO pesquisa a união das linguagens artísticas, o ator/performer e a diluição da arte no cotidiano. Por meio da interferência nos fluxos do dia a dia na cidade, na paisagem urbana e nos meios de comunicação, o grupo pesquisa a exploração do espaço urbano a partir de seus significados, ambientes, arquiteturas, leis e discursos, através da criação de possíveis situações e relações entre as pessoas que circulam pelas ruas, procurando outros modos de viver e inserir-se na cidade.

Além da publicação de seus livros Poética do ERRO: dramaturgias e Poética do ERRO: registros (2014) e Persistência (2016), o ERRO Grupo circulou com seu trabalho por mais de 60 cidades do Brasil, além de outras internacionais como Austin, Nova Iorque, Buenos Aires, Bogotá, Santiago, Montreal, Barcelona, Timisoara, Sfantu Gheorghe, Sibiu, Bucareste e Paris, onde também ministrou oficinas. Em 2017, com 23º Debate Público (nome artístico) / Jogo Ágora (nome completo), participou do Festival de Teatro de Curitiba – Fringe, do Festival Nacional de Teatro de Chapecó, e foi contemplado pelo Prêmio Catarinense de Teatro do Edital Elisabete Anderle 2017 da Fundação Catarinense de Cultura com o projeto Kriegsspiel. Em 2016, em Nova Iorque, participou do Pen World Voices Festival com A NY BODY, e também realizando a ação Dollars Buy Brazil’s Coup na mesma cidade. Nos últimos anos, o grupo participou dos seguintes festivais e mostras: Simpósio TREMOR; Festival Palco Giratório SESC; VERBO - Mostra de Performance Arte; Festival Internacional de Teatro Atellier, Sfantu Gheorghe, contemplado pelo Premiul pentru Muzicã de Scena (prêmio pela música de cena); Festival Internacional de Teatro de Sibiu; Festival Street Delivery, Bucareste; Festival al Dramaturgiei Romênesti, Timisoara; Entre 2010 e 2012 o ERRO foi contemplado pelo Programa Petrobras Cultural e Rumos Itaú Cultural Teatro.

IRRUPÇÃO - ERRO Grupo - 1

IRRUPÇÃO - ERRO Grupo - 3